quinta-feira, 24 de abril de 2014

Sabes

Eu busco os avisos da minha dama da noite
Sei que é por isso, pois és o meu destino.

Sabes contar as centelhas do mar,
Sabes dançar na luz do meu luar.

Sigo andando à espera de um milagre
Antes que mais nada seja de verdade.
Tantos dilemas, te entrego a sabedoria,
Fonte de glória, dona de nossa maestria.

Sabes cantar a vitória de um lar,
Sabes sonhar os mais belos dizeres assim em teu seio na eterna irmandade, de todos os mundos.

Em tempo certo vem nossa santa lealdade
Estes momentos se entregam na idade,
Em teu beijo saciei minha vontade
Em teu olhos meus desejos de santidade.

Se existe algo que estanca, não adianta qualquer alavanca.


Aos cientólogos que declaram como falso o princípio do milagre se embasando em seus detalhamentos organolépticos, basta que eu diga que tudo na vida fruto do primeiro milagre que é a própria vida em si manifestada também se torna milagre por continuidade.